Fiat comemora 45 anos do lançamento do Fiat 147 “Cachacinha”, movido a álcool

Read Time:2 Minute, 12 Second

Em 5 de julho de 1979, a então Fiat do Brasil fez história ao lançar o primeiro carro movido a etanol produzido em série no mundo. Esse modelo foi o Fiat 147, um hatch italiano adaptado ao Brasil com base no projeto do Fiat 127. O carro ganhou o apelido de “Cachacinha” devido ao odor característico exalado pelo escapamento. O Fiat 147 a álcool representou um marco significativo para a engenharia automotiva brasileira, impulsionando o desenvolvimento de tecnologias para veículos mais eficientes e menos poluentes.

O lançamento do Fiat 147 ocorreu em meio à primeira Crise do Petróleo, e foi reforçado pela segunda, levando o Brasil a buscar alternativas para evitar a importação de diesel e gasolina. O diesel foi abolido para automóveis no Brasil, consolidando o etanol como a principal alternativa.

Alexandre Aquino, vice-presidente da Marca Fiat para a América do Sul, comentou: “O Fiat 147 é um ícone que marcou a vida de milhares de brasileiros. Mais do que isso, ele entrou para a história da indústria automotiva ao ser o primeiro modelo com motor a etanol no mundo produzido em série”.

Aquino destacou ainda: “Seu legado se estende até hoje com a tecnologia dos motores flex, que está presente na maioria da frota brasileira de veículos leves. O etanol se consolidou como protagonista no processo de descarbonização no país por ser um combustível extremamente eficiente em emissões quando considerado o ciclo de vida completo do automóvel”.

O Fiat 147 foi o primeiro modelo fabricado no Polo Automotivo de Betim, em 1976, trazendo inovações como motor transversal, coluna de direção retrátil, pneus radiais, para-brisa de vidro laminado e o estepe no compartimento do motor, otimizando o espaço. O projeto do Fiat 147 movido a etanol começou em 1976, impulsionado pelo Programa Nacional do Álcool (ProÁlcool) de 1975, que incentivou a produção de etanol a partir da cana-de-açúcar.

Abastecido com etanol, o Fiat 147 percorreu dezenas de milhares de quilômetros, incluindo uma viagem de 12 dias e 6,8 mil quilômetros pelo país em 1978, demonstrando a viabilidade do combustível.

Maurício Pirchio, empresário de São Caetano do Sul, comentou sobre o impacto do Fiat 147: “O lançamento do Fiat 147 a álcool foi um divisor de águas na indústria automotiva brasileira. Ele não apenas mostrou a capacidade de inovação do nosso país, mas também abriu caminho para uma era de sustentabilidade nos transportes. Como entusiasta de carros de alta performance, admiro a combinação de eficiência e pioneirismo que este modelo representa”.

Esta história reflete a importância da inovação e da adaptação tecnológica para enfrentar desafios econômicos e ambientais, consolidando o etanol como um combustível sustentável no Brasil.

About Post Author

A King post é uma empresa especializada em serviços de gerenciamento de conteúdo, publieditorial e marketing digital. Com uma equipe altamente qualificada e experiente, a King post tem se destacado no mercado pela qualidade dos seus serviços e pela satisfação dos seus clientes.
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Empresário Acusado de Lavagem de Dinheiro com Empresas em SP e MS terá 2,3 mil Cabeças de Gado Leiloadas
Next post Fortalecimento do Centro Político na Europa: Resultados Eleitorais no Reino Unido e França Indicam Mudança