Victor Santos: Trajetória de Sucesso e Renovação na Música Nordestina

Read Time:4 Minute, 14 Second

O talentoso cantor Victor Santos, conhecido por suas raízes nordestinas e versatilidade musical, está trilhando uma estrada de sucesso que transcende gerações. Após um convite especial de Wesley Safadão para se apresentar no São João de Campina Grande, Victor se prepara para encantar o público com sua voz única e sua energia contagiante.

Embora tenha ganhado reconhecimento ainda na infância com o hit “Retrato”, Victor está pronto para uma nova fase em sua carreira já como adulto. Recentemente, ele lançou o aguardado EP “Mais de Mim” em todas as plataformas digitais, apresentando seis faixas que prometem conquistar os corações dos fãs. O destaque do EP é a música “Você Só Engana”, escolhida como música de trabalho e que já está conquistando o público.

Com uma mistura envolvente de ritmos e letras marcantes, Victor Santos está pronto para cativar o Brasil inteiro com sua música autêntica e apaixonante.

Com 27 anos de idade, Victor está desde os 10 anos na estrada. O começo da carreira foi ao lado do pai, o cantor e compositor Louro Santos (falecido em novembro de 2020, vítima da Covid-19). Ao iniciar carreira solo, por volta dos dezesseis anos de idade, Victor construiu um repertório eclético, formado a partir das diversas experiências musicais que experimentou: sertanejo, forró, baladas românticas, pop, rock. Tudo está misturado no gosto do rapaz.

Neto do compositor Jota Michiles, Victor Santos também construiu um projeto paralelo, baseado nas canções carnavalescas que fazem parte de sua história de vida. Aliás, uma das primeiras atividades profissionais de Victor foi um concurso de Calouros do Frevo Mirim, promovido em 2007 pela Prefeitura do Recife, em que ele saiu com o troféu de primeiro lugar, interpretando o Frevo N 3, de Antônio Maria. Depois disso, todos os anos, ele passou a cantar e levar frevos para o palco, tendo participado de shows no Marco Zero, Galo da Madrugada, além de polos descentralizados de Recife.

INTERNET – Vítor já viajou por diversas capitais brasileiras levando seu show, mas o território que explora com mais força e presença permanente, aumentando o número de fãs para além das fronteiras do país, é a internet, por meio de seu canal no YouTube e redes sociais.

Em março de 2121 ele lançou seu videoclipe mais recente, “Desamei”, que nos primeiro três dias de lançamento já havia alcançado a marca de quase 20 mil visualizações.

Nos primeiros videoclipes da carreira, Victor aparece acompanhado do pai, com quem fez uma dupla de grande sucesso durante os primeiros seis anos de carreira.

“Retrato” foi uma das canções mais ouvidas em todo país nessa fase, e levou Victor e Louro ao topo do sucesso, com shows em todo Brasil e inserção da mídia nacional, em programas como Faustão, Eliana e Fátima Bernardes. A internet foi um canal que Victor soube explorar desde o início de sua trajetória. Seus clipes, em seu canal do YouTube, tem números de alcance na casa dos milhões de visualizações. Na página do artista é possível conferir a marca impressionante dessa fama. O clipe de “Tenho Medo”, outro grande sucesso da carreira solo de Victor, por exemplo, tem quase 20 milhões de visualizações. “Prometo te amar”, outro sucesso da carreira, tem mais de 5 milhões.

De Recife para o mundo, sobretudo através da internet, Victor foi forjando sua identidade musical, que carrega suas raízes – presentes no frevo e no forró que também fazem parte do seu repertório – mas também não tem limites para buscar novas inspirações.

Foi a partir das canções Tenho Medo e Entre Quatro Paredes que  o artista abre suas asas, reafirma seu estilo romântico, e vôa alto rumo a uma estrada de sucesso.

Em casa eu cresci ouvindo de tudo um pouco. Os discos românticos que meu avô ouvia (o compositor pernambucano J. Michiles) , os sucessos dos anos 80 que meu pai tocava nas festas, o forró eletrônico que ele fazia com sua banda, depois as músicas que eu e meus amigos baixávamos na internet para ouvir em casa, nas nossas festinhas, Michael Jackson, Black eyed Peas, David Geta, Adele. Tudo isso está na minha memória e nas músicas que eu reuno hoje para cantar no show e no meu disco. Gosto de canções que causam emoção, pode ser uma balada lenta, um sertanejo pop ou um ritmo mais alucinante”, conta Victor. “Só não gosto que me rotulem. Quero ter a liberdade de cantar a música que eu gostar e sentir que meu público gosta também“, completa o ídolo.

A julgar pela quantidade crescente de fãs, que demonstram seu carinho por Victor, nos shows e nas redes sociais, seu pensamento está correto. A emoção na música está em primeiro lugar. Quem assiste a um show do cantor sabe disso. Não há como ver e ouvir Victor cantar sem sair emocionado e entender que o gênero romântico nunca saiu nem sairá de moda. Ele pode encontrar vários gêneros, batidas, mas está na alma e na cultura do povo nordestino e brasileiro de modo geral.

Assista ao vídeo em Victor Santos canta ao lado de Wesley Safadão:

Victor Santos e Wesley Safadão (São João Campina Grande) (youtube.com)

About Post Author

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Doença falciforme: Clodoaldo Magalhães lidera iniciativa de reconhecimento legal na Câmara
Next post STJ confirma direito de companhias aéreas proibirem venda de milhas de programas de fidelidade