Operação contra influenciadora do “Jogo do Tigre” é destaque na mídia nacional

Read Time:1 Minute, 44 Second

A operação Quebrando a Banca, que teve como alvo principal a influenciadora Skarlet Melo, foi destaque na mídia nacional.

O site Estadão de São Paulo repercutiu a notícia nesse final de semana.

“A Polícia Civil do Maranhão apreendeu, em São Luís, uma série de bens de pessoas suspeitas de envolvimento com o jogo Fortune Tiger, popularmente conhecido no Brasil como “Joguinho do Tigre”. Segundo a polícia, o jogo, além de ser proibido no Brasil, vem sendo investigado por suspeita de fazer parte de um esquema de pirâmide financeira.

O principal alvo da operação, que foi batizada como “Quebrando a Banca”, é uma influenciadora digital que divulga o jogo em suas redes sociais. Com ela, os policiais apreenderam três veículos (dois de luxo), três motocicletas e um jet-ski. Ela teria enriquecido divulgando o jogo ilegal”, diz trecho da matéria.

“Foi autorizado ainda pela Justiça o bloqueio de R$ 8 milhões da influenciadora, que é investigada pelos crimes de loteria não autorizada, organização criminosa e lavagem de dinheiro”, diz a polícia.

Segundo o G1, que entrevistou o delegado superintendente de Investigações Criminais no Maranhão, a influenciadora seria Skarlete Mello. O Estadão confirmou que ela acumula mais de 350 mil seguidores no Instagram e faz postagens nos stories dizendo que joga o Fortune Tiger e ganha dinheiro com isso.

“Os ganhos de agora na Pugbet (onde o Joguinho do Tigre funciona), plataforma de dez reais maravilhosa. Eu amei! Recarreguei só mil reais. Recarreguei agorinha lá e fiz malote”, diz a influenciadora em um story destacado em sua conta no Instagram. No vídeo, há prints da página do jogo dizendo que ela teria ganhado R$ 800, R$ 2 mil e R$ 1,5 mil.

Em outra postagem, a influenciadora aparece prometendo ganhos de até R$ 7,5 mil no Joguinho do Tigre. Apesar de os posts continuarem ativos mesmo com a operação em andamento, a opção de comentários foi desativada pelo perfil.

Segundo a Polícia Civil do Maranhão, foram cumpridos no total cinco mandados de busca e apreensão em endereços residenciais e comerciais, incluindo uma oficina mecânica, em São Luís.

About Post Author

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Empresários e vendedora de loja de luxo são denunciados por usar dados de clientes para fazer empréstimos
Next post Presos são obrigados a comer pão com sabão e ingerir água sanitária em nova denúncia de torturas no Ceará