quinta-feira, dezembro 1, 2022
Início Brasil Novos Jovens Aprendizes são certificados pelo Parque Social 

Novos Jovens Aprendizes são certificados pelo Parque Social 

Após 17 meses de capacitação, 280 participantes do Projeto Jovem Aprendiz Empreendedor 2018/2020  serão certificados nesta segunda-feira (29). Com o isolamento social, a celebração acontecerá de modo diferente: os concluintes receberão, por e-mail, um vídeo de encerramento, que também está disponível no site do Parque Social, com mensagens da presidente de honra, Rosário Magalhães;  do prefeito ACM Neto, do vice-prefeito Bruno Reis; do Presidente da Desal, Marcílio Bastos; e  do especialista em carreiras Fabio Rocha.

Para Rosário Magalhães, a certificação desses jovens não poderia passar em branco. “Pensamos em tudo com zelo, pois mesmo de maneira virtual, queríamos que eles sentissem a importância desse momento. Este Projeto representa uma grande oportunidade de desenvolvimento,  crescimento e inclusão do jovem no mundo do trabalho”, explicou.

O jovem Alexandre Mota, que representou todos os jovens concluintes no vídeo de encerramento e que já foi contratado pela Desal, orgão que realizou a capacitação prática, ressaltou a importância da ação. “Agradeço imensamente ao Parque Social por terem contribuido para que eu pudesse dar o primeiro passo na minha carreira profissional. Em nome dos meus colegas posso afirmar que o Projeto nos ofereceu uma bagagem excelente de capacitação intelectual, profissional e uma série de conteúdos que estruturaram o nosso lado profissional. Sou só gratidão. O  Jovem Aprendiz Empreendedor foi um divisor de águas em nossas vidas”, destaca Alexandre.

O Projeto Jovem Aprendiz Empreendedor  é resultado de parceria firmada entre o Parque Social e a Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), para execução do Programa de Aprendizagem Profissional no Município do Salvador, em observância a Lei Municipal nº 9.376/2018, aprovada pela Câmara Municipal em 2018, tornando-se política pública.

É destinado a adolescentes e jovens com idade entre 14 a 22 anos e seis meses, integrantes da rede pública de ensino regular ou concluinte do ensino médio. Os jovens são contratados como trabalhadores formais, recebendo capacitação prática (880 horas) e teórica continuada (400 horas) quando têm a oportunidade de atuar como aprendiz em diversos órgãos da Prefeitura, na função de assistente administrativo, além da participação em atividades transversais no sentido de ampliar seu olhar para questões humanitárias e de cidadania.

Fiscalizado pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE), o projeto qualifica os jovens  possiblitando a inserção no mercado de trabalho, respeitando sua condição de pessoa em desenvolvimento, formando mão de obra qualificada  ciente dos seus direitos e deveres, além de contribuir com a redução da evasão escolar, dos indicadores de violência e o aumento da renda familiar.

Após concluído o período da apredizagem, o Parque Social encaminha para empresas e instituições a relação dos jovens aprendizes empreendedores para que possam ser  cadastrados em seleções que possibilitem uma oportunidade de trabalho.

- Advertisment -

Ultimas noticias