sábado, novembro 26, 2022
Início Nordeste Hoje Governo da Bahia assina acordo para gestão de recursos socioambientais do Porto...

Governo da Bahia assina acordo para gestão de recursos socioambientais do Porto Sul

Conforme o órgão, o objetivo é assegurar o desenvolvimento sustentável, a integridade das funções ecológicas e os serviços ecossistêmicos da região sul. O governo da Bahia assinou um termo de acordo para gestão dos R$ 45 milhões oriundos do Termo de Compromisso Socioambiental (TCSA) do empreendimento Porto Sul. Conforme o órgão, o objetivo é assegurar o desenvolvimento sustentável, a integridade das funções ecológicas e os serviços ecossistêmicos da região sul.
Segundo informações do governo, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), associação civil sem fins lucrativos, foi a entidade selecionada para gestão financeira e operacional dos recursos, após o recebimento e julgamento das propostas do chamamento público. O termo de acordo tem prazo de vigência de seis anos, podendo ser prorrogado.
De acordo com o órgão, o TCSA foi firmado pelo Governo da Bahia, por intermédio da Casa Civil e da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Ministério Público do Estado da Bahia, Ministério Público Federal, Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Bahia Mineração S/A (Bamin) – responsável pelo aporte dos recursos.
O Comitê Técnico de Execução do TCSA, formado por servidores da Sema e do Inema, fará o acompanhamento, monitoramento, fiscalização, avaliação e prestação de contas ao Ministério Público acerca da execução dos compromissos assumidos.
Ainda de acordo com o governo, o Comitê também acompanhará a seleção e contratação de terceiros pela instituição selecionada, bem como a execução dos serviços e ações realizadas pelos terceiros contratados. É ainda responsabilidade do grupo, elaborar relatórios semestrais informando o cumprimento das obrigações do TCSA, que deverão ser publicados no website da Sema.
Porto Sul
O Porto Sul tem investimento total previsto de R$ 2,5 bilhões e será construído na localidade de Aritaguá, no litoral norte de Ilhéus. Pelo porto será escoado, principalmente, o minério de ferro extraído pela Bahia Mineração no município de Caetité. A estrutura contará com um terminal, com capacidade de armazenamento e transporte de até 41,5 milhões de toneladas de minério de ferro/ano.
O minério sairá de Caetité e chegará ao porto, em Ilhéus, a partir da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), que terá capacidade para transportar 60 milhões de toneladas por ano. Com projeção para plena operação a partir de 2024, o corredor logístico irá escoar e distribuir minérios e grãos produzidos no estado, podendo gerar aumento de 1,93% no PIB da Bahia.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

- Advertisment -

Ultimas noticias